Time da USP – GenSwitch- ganha medalha de ouro na maior competição internacional de Biologia Sintética do mundo

O time, composto por alunos da graduação e pós graduação da USP, ganhou a medalha de ouro no iGEM Giant Jamboree que aconteceu do 31 ao 4 de novembro em Boston. Esta é a maior competição de Biologia Sintética do mundo, criada pela renomada universidade MIT (Massachussets Institute of Technology) em 2003.

O evento contou com a presença de aproximadamente 5.500 estudantes e professores. Os alunos conheceram representantes de mais de 40 países diferentes, fizeram contato com diversas empresas do ramo como IDT, GenScript, Twist, Promega, NASA, Gingko Bioworks e FBI (do governo americano) e diferentes fundadores de startups.

O projeto genSwitch:

‘Interruptor Genético para Bioprodução
A bioprodução é um processo de grande interesse industrial que gera produtos úteis por meio de microorganismos. O sistema mais comum para o controle da bioprodução é o uso de compostos de indução química (como IPTG e arabinose) que são não apenas caros, mas também carecem de controle fino da indução. Nosso objetivo é construir um circuito genético que possa alternar entre dois estados diferentes de ativação com apenas uma única entrada de luz LED azul. O sistema foi construído em E. coli e funciona com base em alças de repressão DNA-proteína, recombinases capazes de inverter a orientação do DNA de uma região promotora e um circuito genético responsivo à luz. Além disso, proteínas fluorescentes como GFP, RFP e YFP funcionam como saída para o nosso circuito. Também objetivamos comparar a eficiência entre promotores induzidos pela luz e químicos, avaliando a força e o vazamento. Com este circuito, nosso objetivo é tornar a bioprodução mais prática, controlada e econômica.’

Apresentado em formato de defesa, durante 20 minutos, para 7 jurados diferentes e integrantes do evento, os alunos cumpriram todos os requisitos e então conquistaram a medalha de ouro!

Clique aqui para saber mais sobre o projeto e o time vencedor.

Confira  foto01 foto02 foto03 foto04 foto05 foto06 foto07 vídeos do evento.

Dentre os 5 times participantes do Brasil foram o único a conquistar ouro. Esta é a terceira medalha de ouro para a USP.”

Fonte: Jornal da USP

Cristiane Tavolaro

Sou física, professora e pesquisadora do departamento de física da PUC-SP. Trabalho com Ensino de Física, atuando principalmente em ensino de física moderna, ótica física, acústica e novas tecnologias para o ensino de física. Sou membro fundadora do GoPEF - Grupo de Pesquisa em Ensino de Física da PUC-SP e co-autora do livro paradidático Física Moderna Experimental, editado pela Manole.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *