NASA escala equipes que estreiam voos da SpaceX e Boeing rumo à ISS

A NASA anunciou os nomes dos integrantes das equipes que farão os primeiros testes tripulados das novas cápsulas espaciais da SpaceX e da Boeing. São essas naves que farão o trajeto entre o solo e a Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês) e os testes, marcados para 2019, servem justamente para avaliar se está tudo certo antes de liberar as missões operacionais.

Os astronautas da NASA, Doug Hurley e Bob Behnken, serão os primeiros tripulantes a viajarem a bordo da cápsula Crew Dragon da SpaceX, uma versão atualizada da cápsula de carga Dragon e que deve chegar ao espaço na ponta de um Falcon 9. Uma vez certificada, sua missão operacional de estreia terá Victor Glover e Mike Hopkins, também da agência espacial norte-americana.

Já a cápsula CST-100 Starliner, da Boeing, vai para a órbita por meio de um foguete Atlas V, fabricado pela United Launch Alliance. Estarão na viagem os astronautas das NASA Eric Boe e Nicole Aunapu Mann e um tripulante da própria companhia, Chris Ferguson, ex-astronauta da NASA. Para a primeira missão operacional foram escalados Josh Cassada e Sunita Williams, ambos da agência espacial norte-americana.

Primeiro voo de astronautas da NASA a partir dos EUA nos últimos sete anos

As equipes foram anunciadas em uma cerimônia no Johnson Space Center, em Houston, Texas. Os primeiros voos, tanto os tripulados quanto os não-tripulados, estavam marcados para este ano e no final do ano, mas alguns testes extras com as cápsulas exigiram novas datas. Assim, a Boeing deve ter seus lançamentos em dezembro e no começo de 2019, enquanto a SpaceX planeja experiências em novembro e abril de 2019.

Vale destacar que essa será a primeira vez que os astronautas da NASA são lançados a partir de solo norte-americano desde o final do programa Space Shuttle, há sete anos. Ultimamente, agência espacial tem confiado na Rússia para levar seus membros até a ISS e gastou US$ 80 milhões para comprar um assento no veículo russo Soyuz.

Como a relação entre os dois países anda meio abalada ultimamente e as vagas já adquiridas pela NASA para próximas viagens esgotam no ano que vem, os voos com a Boeing e SpaceX vêm em boa hora, tanto para a agência espacial quanto para os Estados Unidos.

Fonte: Tecmundo

Wagner Marcelo

Atua profissionalmente como arquiteto de inovação, gera e fomenta ecossistemas empreendedores e tecnológicos, hoje somados são mais de 400 mil pessoas em sua rede. Tem como missão o desenvolvimento de negócios disruptivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *