O vácuo que não é vazio

O link abaixo apresenta uma animação feita por Derek Leinweber, da Universidade de Adelaide, que mostra a densidade de energia das flutuações do campo de glúon. As cores vermelhas mostram regiões onde a densidade de energia é mais alta. Essas flutuações de energia ocorrem naquilo que chamamos de vácuo. As dimensões da “caixa” onde essas flutuações são mostradas são de 2,4 fm x 3,6 fm x 2,4 fm (onde fm é o femtômetro, ou 10 elevado a menos 15 metros). Esse espaço é suficiente para que dois prótons sejam contidos nele. Entretanto, a animação mostra o espaço vazio, sem prótons ou qualquer outra partícula. A animação mostra que o espaço vazio é cheio de flutuações quânticas! Não há vazio!

Fonte: Instituto de Pesquisas Científicas

NEWSLETTER
Faça como 350 mil pessoas e receba conteúdo exclusivo gratuitamente. Assine agora!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do SPOTSCI.

REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a CPL - Collaborative Progress License!

APOIE: ao adquirir livros e outros produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor ou o canal sem pagar nada a mais por isso. 🤓

PARTICIPE dos grupos de discussão:  Facebook

Cristiane Tavolaro

Sou física, professora e pesquisadora do departamento de física da PUC-SP. Trabalho com Ensino de Física, atuando principalmente em ensino de física moderna, ótica física, acústica e novas tecnologias para o ensino de física. Sou membro fundadora do GoPEF - Grupo de Pesquisa em Ensino de Física da PUC-SP e co-autora do livro paradidático Física Moderna Experimental, editado pela Manole.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.