Crianças brasileiras criam “cimento espacial”; e projeto será testado pela NASA no espaço.

No ano passado, a NASA escolheu um projeto científico criado por estudantes brasileiros para ser experimentado na Estação Espacial Internacional (EEI).

O escolhido, de autoria de estudantes de 12 a 13 anos de idade, que são alunos dos Colégio Âncora e Dante Alighieri (de São Paulo), produz “cimento espacial”, que usa plástico feito de cana-de-açúcar, visando o uso do material em construções espaciais do futuro.

O material será, então, enviado à EEI em lançamento da SpaceX que ocorre na próxima sexta-feira (29), sendo trazido de volta à Terra depois de quatro a seis semanas para análise dos resultados.

O grupo de alunos reuniu cerca de R$ 20 mil para garantir a viagem de uma das estudantes a Washington, nos EUA, para a apresentação do projeto (que acontecerá na quinta-feira, dia 28/06/2018).

ideia é descobrir como a microgravidade afeta o processo de endurecimento do cimento mesclado com o plástico e água.

Os estudantes acreditam que o material se comportará de maneira similar a como acontece na Terra e, caso seja isso mesmo, a NASA pode ter em mãos um novo meio de fazer construções espaciais, de olho em missões exploratórias de longo prazo — como acontecerá em Marte, por exemplo.

Na EEI, o estudo será conduzido por um astronauta da agência espacial, simultaneamente à realização dos mesmos experimentos aqui na Terra. Então, quando o material levado ao espaço retornar, será possível comparar os resultados.

Ciberia // CanalTech

Cristiane Tavolaro

Sou física, professora e pesquisadora do departamento de física da PUC-SP. Trabalho com Ensino de Física, atuando principalmente em ensino de física moderna, ótica física, acústica e novas tecnologias para o ensino de física. Sou membro fundadora do GoPEF - Grupo de Pesquisa em Ensino de Física da PUC-SP e co-autora do livro paradidático Física Moderna Experimental, editado pela Manole.

Um comentário em “Crianças brasileiras criam “cimento espacial”; e projeto será testado pela NASA no espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *